Lote 0
Carregando...

Tipo:
Diversos

Prezados Clientes,

Tenho a honra de apresentar e disponibilizar aos apreciadores da arte refinada e do colecionismo um esplendoroso acervo de mais de 840 peças, que tive o alto privilégio de reunir em um conjunto de qualidade muito apurada, diversificada e de raridades extremas, com dispersão temporal extensa, cobrindo, ao menos, todo o período cristão.

Este conjunto procede de cinco destacadas coleções.

Cabe ressaltar o acervo constituído, no castelo de Santa Teresa, Rio de Janeiro, pelo colecionador e marchand Luiz Carlos de Abreu Pereira, um dos mais expoentes personagens relacionados ao colecionismo e alto comércio de objetos de arte no Brasil, no século XX e no início do presente. Seu prestigioso nome é alçado ao primeiríssimo e reduzido escalão do mercado brasileiro, comparando-se aos grandes ícones que lideraram o trâmite das artes nos mercados europeu e americano, no correr do século XX.

Abreu Pereira deu prosseguimento à coleção de seu avô, Arthur Motta, paulista, diretor vitalício da Companhia de Águas e Esgoto da Cidade de São Paulo, além de membro da Academia Paulista de Letras. Agregou a tal acervo um impressivo e eclético conjunto de objetos de força artística marcante, verdadeiras peças-chave ou figurinhas carimbadas em quaisquer grandes coleções brasileiras ou internacionais.

Impossível transmitir essa dimensão em palavras. Faz-se mister a visualização presencial do público admirador, para que realizem o extremo alcance dos objetos que a compõem. Assim, o conjunto de móveis indo-portugueses é digno de elencar, com destaque, nas dependências de quaisquer dos mais importantes museus do mundo. A coleção de porcelana chinesa apresenta raríssimos exemplares no mesmo padrão, bem como os mármores arcaicos do princípio da era cristã, colecionados por seu avô, já a partir do primeiro quartel do século XX e, certamente, componentes que seriam destacados na exposição de arte análoga do Museu do Vaticano.

Somam-se ao conjunto a ser apregoado quatro outras fortes coleções privadas. Uma do Rio de Janeiro, que reuniu, no correr do século XX, arte oriental e de origens remotas igualmente de ponta, além de três acervos paulistas, com obras de extrema importância e de perfil eclético.

Nesse cenário, não desejo deixar de manifestar minha preocupação com recentes abordagens sobre a má utilização do mercado de artes em práticas financeiras indesejáveis. Tais manobras são passíveis de ocorrência nos mais diversos setores da economia - este não é um rótulo marcante de nosso mercado.

Assisti, durante toda a minha vida, junto a meu pai, meu grande incentivador, à interação de estudiosos, cientistas, organizadores dos mais importantes museus brasileiros e vários personagens incríveis, profundos amantes das artes, a dissertar, com grande elegância e glamour, sobre esse universo, parcela essencial de minha existência.

A ESSES dedico o presente leilão.

Estejam presentes, meus clientes.

Apreciem. Será meu grande deleite desfrutar com vocês esse tão prazeroso e raro momento.

Miguel Salles

Peça

Visitas: 687

Tipo: Diversos

Prezados Clientes,

Tenho a honra de apresentar e disponibilizar aos apreciadores da arte refinada e do colecionismo um esplendoroso acervo de mais de 840 peças, que tive o alto privilégio de reunir em um conjunto de qualidade muito apurada, diversificada e de raridades extremas, com dispersão temporal extensa, cobrindo, ao menos, todo o período cristão.

Este conjunto procede de cinco destacadas coleções.

Cabe ressaltar o acervo constituído, no castelo de Santa Teresa, Rio de Janeiro, pelo colecionador e marchand Luiz Carlos de Abreu Pereira, um dos mais expoentes personagens relacionados ao colecionismo e alto comércio de objetos de arte no Brasil, no século XX e no início do presente. Seu prestigioso nome é alçado ao primeiríssimo e reduzido escalão do mercado brasileiro, comparando-se aos grandes ícones que lideraram o trâmite das artes nos mercados europeu e americano, no correr do século XX.

Abreu Pereira deu prosseguimento à coleção de seu avô, Arthur Motta, paulista, diretor vitalício da Companhia de Águas e Esgoto da Cidade de São Paulo, além de membro da Academia Paulista de Letras. Agregou a tal acervo um impressivo e eclético conjunto de objetos de força artística marcante, verdadeiras peças-chave ou figurinhas carimbadas em quaisquer grandes coleções brasileiras ou internacionais.

Impossível transmitir essa dimensão em palavras. Faz-se mister a visualização presencial do público admirador, para que realizem o extremo alcance dos objetos que a compõem. Assim, o conjunto de móveis indo-portugueses é digno de elencar, com destaque, nas dependências de quaisquer dos mais importantes museus do mundo. A coleção de porcelana chinesa apresenta raríssimos exemplares no mesmo padrão, bem como os mármores arcaicos do princípio da era cristã, colecionados por seu avô, já a partir do primeiro quartel do século XX e, certamente, componentes que seriam destacados na exposição de arte análoga do Museu do Vaticano.

Somam-se ao conjunto a ser apregoado quatro outras fortes coleções privadas. Uma do Rio de Janeiro, que reuniu, no correr do século XX, arte oriental e de origens remotas igualmente de ponta, além de três acervos paulistas, com obras de extrema importância e de perfil eclético.

Nesse cenário, não desejo deixar de manifestar minha preocupação com recentes abordagens sobre a má utilização do mercado de artes em práticas financeiras indesejáveis. Tais manobras são passíveis de ocorrência nos mais diversos setores da economia - este não é um rótulo marcante de nosso mercado.

Assisti, durante toda a minha vida, junto a meu pai, meu grande incentivador, à interação de estudiosos, cientistas, organizadores dos mais importantes museus brasileiros e vários personagens incríveis, profundos amantes das artes, a dissertar, com grande elegância e glamour, sobre esse universo, parcela essencial de minha existência.

A ESSES dedico o presente leilão.

Estejam presentes, meus clientes.

Apreciem. Será meu grande deleite desfrutar com vocês esse tão prazeroso e raro momento.

Miguel Salles

Informações

Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1ª. As peças que compõem o presente LEILÃO foram cuidadosamente examinadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2ª. Em caso eventual de engano na autenticidade de peças, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado pelos peritos, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitida qualquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3ª. As peças estrangeiras serão sempre vendidas como atribuídas.

    4ª. A leiloeira não é proprietária dos lotes e os vende em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e pelo desembaraço dos mesmos.

    5ª. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As peças serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. A descrição do estado da peça e de vícios decorrentes de seu uso será feita dentro do possível, mas sem obrigação. Daí solicitarmos aos interessados ou a seus peritos, prévio e detalhado exame das peças até o dia do pregão. Depois da venda realizada, não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas tampouco o estado delas servirá de alegação para descumprir o compromisso firmado.

    6ª. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo. Qualquer alteração poderá ser conduzida pela leiloeira.

    7ª. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões assim como o licitante pode autorizar a organização leiloeira a lançar em seu nome.


    8ª. Os organizadores colocarão a título de CORTESIA, de forma gratuita e confidencial, serviço de arrematação pelo telefone e Internet, sem que isto os obrigue legalmente perante falhas de terceiros.

    8.1. LANCES PELA INTERNET: o arrematante poderá efetuar lances automáticos, de tal maneira que, se outro arrematante cobrir sua oferta, o sistema automaticamente gerará um novo lance para aquele arrematante, acrescido do incremento mínimo, até o limite máximo estabelecido pelo arrematante. Os lances automáticos ficarão registrados no sistema com a data em que forem feitos.


    8.2. Em caso de empate entre arrematantes que efetivaram lances no mesmo lote e de mesmo valor, prevalecerá vencedor aquele que lançou primeiro (data e hora do registro do lance no site), devendo ser considerado inclusive que o lance automático fica registrado na data em que foi feito. Para desempate, o lance automático prevalecerá sobre o lance manual.

     

    8.3. Os lances ofertados são IRREVOGÁVEIS e IRRETRATÁVEIS. O arrematante é responsável por todos os lances feitos em seu nome; os lances não podem ser anulados e/ou cancelados em nenhuma hipótese.

    9ª. A leiloeira e/ou organizador se reservam o direito de não aceitar lances de licitante com obrigações pendentes ou histórico de atrasos e dificuldades relacionadas aos pagamentos.

    10ª. O arremate será sempre em moeda nacional. A progressão dos lances, nunca inferior a 5% do valor do lance anterior, e sempre em múltiplo de dez. Outro procedimento será sempre por licença da Leiloeira; o que não cria novação.

    11ª. Em caso de litígio, prevalece a palavra da Leiloeira.

    12ª. Os lotes adquiridos deverão ser pagos à vista e retirados em até 72 horas após o término do leilão; ao valor dos arremates será acrescida a comissão da Leiloeira, no valor de 5% do total dos arremates.

    13ª Em caso de não cumprimento no que se refere ao pagamento, a leiloeira poderá dar por desfeita a venda e cobrar sua comissão e a dos organizadores (custas do leilão), seja de forma extrajudicial, seja por via de EXECUÇÃO JUDICIAL. O arrematante que não honrar o pagamento também será bloqueado no sistema dos Leilões BR, o que impedirá sua participação em futuros leilões. O desbloqueio só poderá ocorrer em caso de quitação das custas do leilão e apenas após 30 dias a contar da data do referido pagamento. O valor das custas é determinado pela leiloeira.

    14ª. A retirada dos lotes arrematados deverá ser agendada. A entrega dos lotes só poderá ser efetuada após o pagamento do total da compra. Nossa forma de entrega é a retirada no local especificado pelo leilão. Aos compradores impossibilitados de retirar os lotes no local especificado, poderemos, a título de gentileza, providenciar a embalagem e o transporte, repassando esses custos ao arrematante. Por se tratar de mera cortesia, leiloeira e organização se eximem de qualquer responsabilidade ou obrigação relativa a possíveis danos, extravio e/ou demais riscos relacionados ao transporte.

    15ª Licitantes, arrematantes, organizadores e leiloeirase sujeitam integralmente às regras e condições aqui determinadas e não poderão alegar, para quaisquer fins, desconhecê-las.

    16ª. Qualquer litígio referente ao presente leilão está subordinado à legislação brasileira e à jurisdição dos tribunais da cidade de São Paulo. Os casos omissos regem-se pela legislação pertinente e, em especial, pelo Decreto 21.981, de 19 de outubro de 1932, Capítulo III, Arts. 19 a 43, com as alterações introduzidas pelo Decreto 22.427., de 1º. de fevereiro de 1933.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    À vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.

  • FRETE E ENVIO

    Despachamos para todos os Estados. Despesas e riscos com retirada e remessa dos lotes são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.